domingo, 8 de março de 2009

Feliz Dia da Mulher!

"Mulher

Tu, que és esposa e mãe
Que trabalhas
Fora e dentro de casa:
Cozinhando,engomando,
Arrumando e limpando
Que estás sempre atenta a tudo e a todos
Tudo compreendes, tudo resolves.
Tu, que esqueces de ti
Para lembrar as necessidades
De todos os que te rodeiam.
Exige: respeito,
Compreensão e colaboração!...
Tu enches de alegria
O dia a dia de toda a família
Mesmo depois de teres preparado:
As refeições,a roupa lavado
A casa e a cozinha arrumado.
Estás sempre disponível
Para ouvir e aconselhar
Amar e ajudar
Quem de ti precisar!"

escrito pela mulher mais importante da minha vida: a minha querida mãe Zulmira Falhas


Tal como ela, há muitas mulheres pelo mundo, cheias de garra e determinação para serem tudo e mais alguma coisa no seu dia-a-dia, para que tudo funcione lá em casa e no trabalho (o dela e até dos outros)...

Porque os nossos queridos homens( seja o marido ou os filhos,ou outros), por mais valentes e independentes que queiram ser, não conseguem começar o dia sem aquela meia perdida...ou sem uma boa sopa ao almoço...ou sem alguém que lhe lembre onde deixou a chaves do carro...

... e principalmente sem aquela mulher, que lhe dá o carinho e a força para começar bem o dia!

Hoje, que é o teu dia, dá uma folga a ti mesma e faz o que mais gostas de fazer. Deixa lá os teus homens lá de casa e faz um favor a ti mesma: pelo menos hoje deves lembrar-te de ti e viver o dia intensamente , porque tu mereces!

Feliz dia da Mulher!



3 comentários:

€ster disse...

Oi amiga!

Bela reflexão, é sempre bom termos exemplos fortes perto de nós!

ótimo domingo e espero vc amanhã na blogagem coletiva,

abraço,

Susana disse...

Ester:
Obrigada pelas palavras! Um
abraço,

Susana

O bEM viVER disse...

Suzana,

dê os parabéns para a sua mãe. Lindo texto.

Pegquei esta frase: "Exige respeito, Compreensão e colaboração!..."

Sim, exigimos, mas nem sempre conseguimos que nos respeite, valorize e compreenda.

A começar pela TPM...sabe que são trasnforamções que se passam, mesmo assim, teimam em não nos entender.

Lena