quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

JUNTOS, VAMOS AJUDAR ISABELA NO “CAMINHO PARA O SEU SONHO” (PARTE I)

(Isabela, antes do acidente - foto cedida por http://www.isabelhope.org/)

Hoje, iremos contar-lhes a história de vida de Isabela Marques. Não é beirã, nem vive na Beira. No entanto, precisa de todos nós, e neste Natal, decidimos ajudá-la. Desse modo, a Olho de Turista organiza a campanha de solidariedade “A Caminho do Meu Sonho”, de 10 a 30 de Dezembro. Quer contribuir de forma simbólica? Basta deixar o seu comentário aqui no Clube, nos dois textos relativos à Isabela e/ou nos textos da Blogagem de Dezembro do blog http://www.aldeiadaminhavida.blogspot.com/. A Olho de Turista doará 0,01€ por cada comentário. Para saber mais, espreite o referido blog (lá pode encontrar informação bancária para eventuais donativos individuais e links referentes a Isabela).

Era uma menina-mulher cheia de vida. Sabem, daquelas que o povo fala a brincar: “Ó rapariga, és movida a pilhas com tanta electricidade”. Desde cedo, Isabela aprendeu a viver de forma independente e responsável. Nasceu em Luanda (Angola) num belo dia de Junho de 1974. A cidade estava debaixo do clima da Guerra Colonial. Nada era previsível e tudo era inseguro. Única saída: Portugal. A mãe foge com ela para terras lusas e o pai, sargento paraquedista, regressará como ferido de guerra. Em Linhó (concelho de Sintra), a mãe de Isabela respira de alívio, conseguindo ter uma vida mais tranquila. A uma dada altura, a filha decide deixar de estudar e empenhar-se na sua meta individual: ser autónoma. Aos 19 anos, extremamente apaixonada, casa-se. Aos 24, divorcia-se. “Não admiti ser traída. Treze dias depois, peguei só nas minhas coisas pessoais e fui embora. Não queria partilhar algo que me fizera infeliz. Partir do zero era o meu novo propósito”, relata objectiva. Isabela é uma mulher de garra. Nesse episódio da sua vida, ela resolve alugar uma casa, trabalhar e estudar. “Arranjei coisas usadas para a casa, consegui um part-time e voltei a estudar à noite”, descreve com firmeza. E acrescenta, “também continuei na equipa de Futebol de 5 do Casal do Rato, na qual era guarda-redes”. O futebol foi uma paixão que durou 13 anos. A jovem ia a correr para os treinos, entre furos de aulas e até chegava a assistir a última ainda equipada.
Como não se considera nem “menina do papá, nem da mamã”, sempre trabalhou para obter o que queria. Algum tempo depois, com dinheiro poupado, aluga uma casa no Cacém e compra mobília e electrodomésticos. Após concluir o 12º ano, opta por tirar o curso técnico-profissional de Secretariado, no horário da noite, pois era trabalhador-estudante. Termina-o com muita satisfação pelo feito alcançado.


(Isabella, antes do acidente - foto cedida por www.isabelhope.org)

Apesar de abandonar o futebol, o desporto faz parte integrante do seu corpo e da sua mente. Isabela é uma amante verdadeira do exercício físico. Por amor, dedicava-lhe 3 horas, cerca de 3 a 4 vezes por semana. “No ginásio, fazia uma hora de cárdio e outra de musculação com o Luís. Praticava Step com a professora Cristina Rocha, Kickboxing com o Mestre Ramos, Bodycombat e Bodypump com a Paula Castro e o Fausto”, descreve emocionada. Além disso, ainda tinha tempo para a família, os amigos e um emprego full-time e outro em part-time. “Esses 4 anos foram os melhores da minha vida sozinha”, assegura. Entretanto, conhece M. com o qual namora e inicia uma vida em comum. À uma dada altura, o companheiro propõe-lhe a compra de uma casa. Isabela recusa por a mesma ter um preço acima das suas posses. Simultaneamente, arranja um part-time na secção de Material de Montanha da Decathlon, a fim de adquirir uma mota nova. Uma paixão que Isabel nutre há já muitos anos paralelamente com o Desporto. “Eu pretendia trocar de mota e M. queria oferecer-ma. Respondi-lhe que não. Queria merecê-la. Sempre lutei pelas coisas e consegui mais essa”, afirma com orgulho. Contudo, a relação com M. dura 3 anos, até ele se apaixonar por outra pessoa.
Sem mágoas, Isabela retorna à casa materna, com um novo objectivo em mente: comprar casa própria com os seus recursos. Para tal, soma um terceiro part-time: limpezas numa barbearia. Porém, o feriado de 1 de Maio de 2006, deita por terra o sonho e as ambições de Isabela.

Na próxima quarta, não perca o relato do acidente e a esperança no tratamento em Cuba…

Ajude: o seu Comentário pode ser o seu Contributo!

Nota: o texto (parte 1 e 2) foi baseado em dados cedidos pela Isabela, pelo site http://www.isabelhope.org/ e pelo blog http://www.hopeisabela.blogs.sapo.pt/. As fotos foram cedidas pela própria, através do site www.isabelhope.org

17 comentários:

Sandra disse...

Espero que ela realise todos os seus sonhos.

Convite!!!!!

Venha conhecer esses dois lindos Blogs Maravilhoso. Você que gosta de se deliciar no Amor, Romance, Prosa e Verso, este é o bom pedido.

O Convite está feito.
Te espero.

Sinal de Liberdade-
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
Conheça este cantinho lindo e maravilhoso.Onde o Amor fala mais alto.
conheça também Poetas- Um Voo Livre.
http://sandraregina7.blogspot.com/

É com muito Prazer que receberei você.
Não fique fora. Venha, siga e participe.Venha fazer desse Amor!

Sandra

Sandra disse...

Passe na Curiosa e veja a postagem de ontem. Veja onde eu estou e passe por lá.
estou pertinho de vc, atraves da pesia.
Te espero lá Também. Deixe seu recadinho, lá no concurso. Pegue o link.
bjs.
Sandra

Helena Teixeira disse...

A Isabela é uma grande Mulher,lindissíma e com 1 energia e sede de viver enormes.
Jocas gordas grandes para a Isabela!

Lena

alcinda leal disse...

Isabela já fui aos seus blogues e estou a torcer para arranjarmos os euros necessários para o seu tratamento.
Muitos beijinhos e felicidades
Alcinda

Helena Teixeira disse...

Olá!
Obrigada Sandra e Alcinda,são umas queridas e mulheres doces e sensíveis.
Uma grande joca as duas e a Isabela também!

Jocas gordas
Lena

Pandora disse...

Para a Isabela.
Olá, não conhecia o teu caso. Também sou de Lisboa mas moro em Viseu há 18 anos.Vivia no Cacém e provávelmente conheço a tua antiga professora de step.
Tens força e garra, nunca desistas do teu sonho seja ela qual for, mesmo que te pareça impossivel de concretisar. Vais vencer.
Eu apenas posso deixar comentários.
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos

Pandora disse...

Feliz Natal
(pela Isabela)
Beijos