sábado, 2 de maio de 2009

Um poema para ti:

Mãe

Palavra que nos embala
No colo, do tamanho do mundo,
Carregado de ambíguas emoções...

A magia reside naquelas que a sussuram
Quando as lágrimas são secadas com compreensão
Quando as noites frias se tornam acolhedoras
Quando o desespero é substituido pela esperança
Quando a fome e a sede são agradavelmente saciadas
Quando a escuridão se torna numa dourada claridade
Quando a dor da vida é perfumada com amor.

Serão eles merecedores de tais dávidas
Ou eternos devedores de gratidão?

Não responderei em nome
De todos os filhos deste mundo
Apenas darei voz aos rebentos
Daquela, que é a minha mãe:

Jamais poderemos pagar
Aquilo que não tem preço;
Apenas tornar eterno o amor
Que temos para te dar,
Até ao fim dos nossos dias.

Dos teus rebentos,
Susana e Ana

5 comentários:

myra disse...

linda!!!!!!!!!
sou myra landau, passei aqui e achei tudo muito bonito, um beijo,myra


www.myra-perole.blogspot.com

e outro de minhas pinturas, é que sou pintora:

www.myralandau.com

se tiver tempo e vontade gostaria que visse estes sites,
ciao,

Ester disse...

Que linda palavras, muita sensibilidade!


Trouxe para vc! adorei...


http://www.youtube.com/watch?v=kHdJR6iUBFM



Bjs!

Susana disse...

Myra e Ester: Obrigada pelas palavras!
Bjs Susana

Lobodomar disse...

Susana, boa noite.

Magnífico poema. Bem escrito e com sentido filosófioc perfeito, dispensa palavras. Cabe apenas apreciar.

Obrigado por me convidar a ler esse primor de texto.

Grande abraço!

Daiane disse...

olá!
como vai você?
espero que bem!
adorei, muito lindo!!
um grande abraço, fica com Deus
uma ótima noite
para você e sua família!!