quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Tempo para nós...

retirado da internet


" As mulheres nunca dispõem de uma meia hora em toda a sua vida (excepto antes de alguém descer do quarto ou depois de alguém subir para se recolher) que possam dizer que é só sua, sem receio de ofender ou magoar alguém. Por que é que as pessoas ficam a pé tão tarde, ou, mais raramente, se lenvantam tão cedo? Não é por o dia não ser suficientemente longo, mas porque não têm «tempo para si próprias durante o dia». "

Florence Nightingale (1820-1910), in Cassandra



Acredito que nesse tempo ( há um século atrás) as mulheres eram umas autênticas escravas... mas nos tempos de hoje, se formos ver, apesar da vida já ser bem diferente, continuamos a ter o mesmo problema:


falta de tempo... depois do trabalho profissional...das tarefas domésticas... de cuidar das crianças...tarefas essas que, por vezes têm de ser feitas ao mesmo tempo ( fazer jantar, tomar conta das crianças, pôr a roupa a lavar, etc), quando damos conta, é hora de ir para a cama, pois já é tarde...


Quantas vezes chega-se ao fim do dia e penso: no meio das corridas...esqueci-me de ter tempo para mim...

... para me sentar no sofá para ver aquele filme tão famoso de que todos falam ...

... para pintar aquele quadro que há anos está à espera para ser acabado...

... para escrever poesia que tanto me inspirou nos tempos de estudante...

...Enfim...mil e uma coisas que parece que ficam para trás... e por preencher fica aquele tempinho que devia ser meu e só meu, sem marido, filhos, tarefas de casa pelo meio...


Sábias são estas palavras:


"... nenhuma de nós é a Super-Mulher.
Somos sucessivamente mulheres diligentes, mulheres atormentadas, mulheres organizadas e por vezes mulheres astutas, porque todas entendemos que é possível encontrar tempo, por muito difícil que a vida seja, para fazer aquilo que realmente desejamos fazer, seja dançar o tango, tocar harpa ou escrever um livro."
Valerie Grove, in The complet woman


É urgente mudar para parar de reclamar pela falta de tempo e fazer um favor para nos mesmas:
- marcar uma hora do dia só para nós e cumpri-la rigorosamente, como se fosse uma tarefa qualquer, sem desculpas!
- delegar tarefas aos outros membros lá de casa ;
- passar a mensagem que não são só eles que precisam de ter tempo para "relaxar", porque nós também precisamos de tempo para haver equilibrio na nossa vida .


Concordam comigo, ou não?
Deixo em aberto esta questão para vocês.

7 comentários:

Jhennifer Cavassola disse...

Isso acontece muito comigo! E o pior que ultimamente não feito nada de util e isso tem acontecido. affff Estou a beira de um colapso! rssssssss

Amei seu blog!! Parabéns!

Volta mais vezes ta? beijos

Jhennifer Cavassola disse...

Ah, não poderia sair sem falar das sábias palavras. Ô pura verdade!

Susana disse...

Jhennifer,
Obrigada pelas mensagens. Volta sempre!

Susana

Márcia Faro, Viseu disse...

Olá Susana,
achei este blog feminino um mimo! :D
Mesmo eu, sendo estudante, também me queixo da falta de tempo.
Todos os dias faço mil e uma corridas.
Concordo contigo: há que marcar uma hora para nós mesmas na nossa agenda!
Boa sorte também para este blog!
Continua a escrever!
Beijinhos,

Márcia Faro, Viseu disse...

«Talvez só ame incondicionalmente quem se possa dar a esse luxo; quem não viva sufocado com hipotecas como espadas em cima da cabeça, quem não seja obrigado a cumprir objectivos hercúleos no emprego, quem não tenha três máquinas de roupa para fazer, estender, apanhar, dobrar e passar a ferro três vezes por semana.» - Rebelo Pinto , Margarida

Dina disse...

Gostei muito do seu blog ,desde a apresentação,a maneira como está organizado ,as cores ,os assuntos enfim gostei de tudo.
O ultimo tema é o meu preferido,realmente revejo -me um pouco nesta situação ,pensar que somos capazes de fazer tudo sozinhas que somos mesmo super mulheres,muitas vezes somos assim para evitar-mos cair em depressões e tudo o reste que está inerente a estas situações.
Mas apesar de tudo tenho encontrado sempre força para viver muitas vezes interrogndo-me de onde me chega essa força e a conclusão que chego é que o ser humano é superdotado e que quando queremos consegui-mos.
Um abraço,tudo de bom para quem ler este blog
Maria Aldina

Susana disse...

Márcia e Dina:

Obrigada pelas palavras. Fico feliz por saber que há outras mulheres,com o mesmo dilema no dia a dia.

Fico a aguardar por vocês para uma uma nova visita. Voltem sempre!
Beijinhos