quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

“A MINHA TERRA MERECE TER TUDO!” (2ª Parte)





Com apenas 36 anos e de regresso à terra que a viu nascer, ela apercebe-se que contrariamente ao alucinante ritmo de trabalho americano, a pacata aldeia de Linhares da Beira precisa de um valente abanão. “Lá, ganhava-se 100 a 150 contos por dia. Chegada aqui, pensei: Não há nada. Vou prosseguir com a minha paixão e abrir um cabeleireiro. Contudo, com duas a três clientes por dia, não dava nem para comer, nem para pagar as facturas de casa”, reconhece. Por isso, foi matutando ideias e resoluções. Por o seu lado, o marido teve no cargo de Presidente da Junta durante 7 anos. Maria, entretanto, começou por fazer camisolas e daí a estabelecer um pronto-a-vestir, foi um ápice. Enquanto Zeca consegue um médico para a aldeia, Maria já traça outros objectivos para trazer vida para a sua amada povoação. Com dote para a confecção de produtos regionais (enchidos, pão de centeio, bolo de ovos…), implanta uma loja de artesanato com um espaço contíguo para talho. Paralelamente, aproveita o programa Líder I para um projecto de restauração da casa da avó. Eis que nasce a sua casa de Turismo.
“Estes cinco locais de trabalho eram o meu orgulho. Quis arriscar em prol de Linhares, fazer mexer esta aldeia histórica. Trabalhava arduamente, mal dormia. A minha agenda tinha uma organização impecável e implacável. Era saudável e lutadora. Não queria tudo para mim, queria e quero tudo para a minha terra”, define com um olhar determinado e sincero. E acrescenta, “as coisas puxavam as outras. O simples facto de atrair gente para cá, encantava-me. Era um sonho realizado no qual via desenvolver-se a terra que eu amo”. Esta beirã tem um coração enorme e lá também cabe o resto da região. Dois exemplos: o Rancho Folclórico de Linhares da Beira que reavivou e os serviços gratuitos de cabeleireira que prestou em 4 lares: Celorico da Beira, Folgosinho, Gouveia e Ribamondego.


Casa da Pissara
(Imagem retirada da Internet)

Fundadora do conceito das Aldeias Históricas de Portugal (AHP), Isabel Boura, apercebeu-se logo desse forte sentimento que unia Maria do Rosário e Linhares da Beira. Convida-a então a ser sócia da Associação das AHP, tornando-se assim presença assídua nas reuniões da mesma. A linharense podia assim expor os problemas da zona, as suas ideias e soluções de crescimento, entre outros pontos. Actualmente, por motivos de saúde, está mais por casa. Teve de abdicar das idas às reuniões e ficou apenas com a casa de Turismo e o comércio do artesanato. “As minhas pernas e mãos não dariam conta do recado. São muitas dores para me deslocar”, refere com tristeza.

No entanto, Maria do Rosário acalenta ainda dois sonhos muito queridos: uma cooperativa de lacticínios ou queijaria artesanal e a recuperação dos moinhos da região. “Temos bons pastores e óptimos queijos. Aí, seria tudo feito manualmente, bem organizado, higiénico, desde a produção e o fabrico até à venda. Haveria um espaço envidraçado para as visitas guiadas. Com os moinhos, seria a mesma coisa: recuperá-lo, moer, fazer o pão e vendê-lo no próprio local”, exprime fervilhando de alegria.
E remata com um feito que pretende ver repetido novamente. “Consegui um curso de bordados administrado por Isaura Alves, de Viseu. As senhoras de Linhares juntaram-se num grupinho e cada uma contribuiu financeiramente. No final, ficamos todas encantadas. Daí, gostaria muito que essa iniciativa se repetisse. Já me dirigi ao Município de Celorico da Beira para obter apoios, mas nada. Contudo, irei tentar de novo”.




11 comentários:

Anónimo disse...

Bom Dia!
Gostei muito da história dessa Sra. Desejo-lhe muita saúde e força para continuar a lutar pelas suas paixões, sobretudo pela sua bonita aldeia.

Um Abraço
Maria Inês

Anónimo disse...

Acabo de ler o final da história.Fiquei a admirar ainda mais esta mulher de Linhares.
Espero que o ano de 2010 lhe traga Saúde e tudo de bom para a sua amada terra.

Beijos
Ana Luísa

fénix renascida disse...

Não sou da Beira, mas dei cá uma saltada.

Gostava de ouvir a vossa opinião sobre o que se segue.

Adorei ler a tua mensagem!
Lê, e diz-me o que pensas.

LEIAM ESTE COMENTÁRIO DE ALGUÉM QUE ASSINOU (!!!) A MINHA PETIÇÃO:

Alucinadas dos pezinhos:
"sempre que dou de caras com esta petição dá-me volta ao estomago. Foi com base na mesma argumentação intelectualmente mediocre que consideravam os homossexuais doentes. Com a argumentação da Natureza também posso dizer que é normal as mulheres apanharem porrada. Parece que aqui ainda não chegou o conceito de avanço civilizacional.. lamento.."

Resposta aberta a esta pessoa "alucinada":

Se te dá voltas ao estômago, nem te davas ao trabalho de a assinar (que foi o que fizeste, marcaste na baliza errada!!!).
Se queres negar as leis da Natureza, estás no teu pleno direito: é problema teu.
Mas não confundas as coisas: "as mulheres apanharem porrada" não é coisa da natureza, mas sim do Homem "civilizado" (nunca vi um macho qualquer, de uma qualquer outra espécie, dar porrada à fêmea!).
Se olhares bem à tua volta, verás aonde chegamos com esse "avanço civilizacional": as cheias no Brasil, o terramoto no Haiti, e tantas outras catástrofes não são culpa da Natureza, mas do Homem.
Somos, sem dúvida, um ser superior. Ninguém nos bate, no que toca a destruir e a adulterar!!!

Não pertenço a nenhum movimento, nem a nenhuma associação, mas tenho, sem dúvida alguma, a meu lado a melhor defesa de todas: A NATUREZA.
Com ela -e por ela- me bato!!! Até ao fim...
--------------------------------------------------
Convido-vos a ler a minha petição. Está em:
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575
---------------------------------------------------
E, se ainda houver paciência e tempo, leiam também a petição pelos deficientes.
Está em:
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N134

A todos um maravilhoso dia:)

fénix renascida disse...

É sobre uma das petições que eu tenho online (pelas mães).
Leiam a minha resposta anterior: está lá o link dessa petição, e da outra.
Bjs:))))

Sandra disse...

VIM DEIXAR UM GRANDE ABRAÇO PARA VC. E SUSANA.
SAUDADES DE AMBAS.

DEIXEI UM SELO PARA AS DUAS.

AMIGA!
VENHO LHE OFERECER UM LINDO SELINHO DAS MULHERES PODEROSAS. É O QUE TODAS NÓS SOMOS. GUERREIRAS, INTELIGENTES E FORTES.
PASSE LÁ.
ESPERO QUE GOSTE. A CURIOSA FICARÁ MUITO FELIZ SE VC. RECEBER.
UM GRANDE ABRAÇO.
COM MUITO CARINHO
SANDRA

Canduxa disse...

Uma história linda que é bem possível um dia tornar-se realidade.
Recuperar moinhos, aproveitar os recursos da natureza e produzir queijo....desejo sinceramente que esse sonho se realize.
A terra é fértil e é o nosso porto mais seguro.
Gostei deste cantinho.

Um abraço

Anónimo disse...

Dona Maria do Rosario:

O meu nome e Paula e trabalho com a sua irma Linda no EUA...gostei imenso da sua odisseia e muito mais da paixao que tem pelas suas raizes. Continue a escrever para eu ler as quartas feiras...terra linda! So um estupido pode recusar aceitar tanta beleza. Um Abraco

Anónimo disse...

Esta e a historia de uma senhora com um coracao do tamanho do universo, conheco pessoalmente e posso garantir que e uma senhora lutadora como nunca vi! desejo-lhe muito boa sorte e saude acima de tudo..
Com carinho
Angela Pires

Helena Teixeira disse...

Olá Paula e Angela!
Fiquei muito contente por encontrar aqui amigas da menina M.do Rosário :)
Ela é,de facto,uma senhora maravilhosa.
Vou então seguir o pedido da Paula e continuar a escrever sobre as grandes histórias de vida dessas nossas mulheres beirãs :)

Jocas gordas
Lena

amitaf disse...

Boa noite.

"Passei" por acaso neste bonito cantinho,e mesmo sendo mulher de outros tempos,este comentário que deixaram aqui á "fénix renascida" deixou-me de boca aberta.

Pediu a nossa opinião sobre este comentário que lhe deixaram na sua petição.

Pois então tambem lhe deixo aqui a minha:

Sinto-me revoltadíssima por verificar que ainda existem "seres omens" que NÃO VALEM NADA.

Destes é que eu gostaria de conhecer.

Quem é alucinado é esse estúpido.
Já agora (se ele vir este comentário) que me responda.
Como eu adorava ter um bom "bate papo" com estes canalhas! !

Lamento por si,e se calhar por muitas mulheres que se devem deixar apanhar por estes monstros que nos cercam.

Infelizmente a Natureza tambem nos "brinda" com estas monstroosidades.

Saudações amigas.
Fátima

Helena Teixeira disse...

Olá!
É verdade...já lá fui espreitar...com pessoas como essa,assim o Mundo,mais propriamente Portugal só anda para trás... :(

Jocas gordas
Lena